Quando escrever um artigo de filosofia (e quando não)

Para os que eventualmente se desconfortam com artigos publicados que não têm tese alguma e parecem andar sem rumo algum, ou que gastam horas e horas tentando achar um rumo para o próprio texto, eis uma sugestão que parece útil:

Para escrever um artigo, você deve estar preparado para defender uma tese. Se você não pode enunciar a tese da sua dissertação em uma única frase declarativa, você não está pronto para escrever. Não cometa o erro de pensar que começando a escrever, sua tese se tornará clara eventualmente. Aí está o desastre. Você precisa ser capaz de iniciar seu artigo com a frase, “Neste artigo, defenderei a tese de que p”. Você deveria então ser capaz de concluir seu artigo com essa frase: “Assim, vemos que p”. (Adaptado do artigo de Robert Paul Wolff)

(Sobre o que fazer até chegar lá, o método Mumford é uma ótima pedida. Mais aqui.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s